Conteúdo para toda família

INSTITUTO NEHEMY COSTA: HOSPITAL

PARA OS OLHOS

Inaugurado em guaxupé o mais novo e moderno centro de oftalmologia da região, coordenado pelos Especialistas Dr. Márcio Costa e Dra. Andréa Nehemy Costa, o Instituto tem estrutura para consultas, diagnósticos, exames de alta complexidade e amplo centro cirúrgico, equiparando-se a um verdadeiro hospital de olhos

            

 

Fundado há 7 anos em Guaxupé, o Instituto Nehemy Costa, dirigido pelos médicos oftalmologistas Márcio Costa e Andréa Nehemy Costa, está em novas, amplas e modernas instalações. Inaugurado há pelo menos 1 mês, o complexo do novo Instituto se aproxima das instalações de um verdadeiro hospital para os olhos.

São mais de mil metros quadrados de estrutura que reúnem o que há de mais moderno no tratamento e prevenção dos olhos.  Doenças como Catarata, Ceratocone, Cirurgia Refrativa, Córnea e Superfície Ocular, Estrabismo, Glaucoma, Lentes de Contato, Plástica Ocular e Estética, Retina, Visão Subnormal e tumores nos olhos, como o melanoma de coroide, são cuidadas por especialistas da área e com infraestrutura tecnológica só vista em grandes centros.

“Desde que iniciamos nosso atendimento em Guaxupé percebemos a grande demanda de pacientes que necessitavam buscar novos recursos para o sucesso de seus tratamentos em outras cidades. Por isso, nasceu a ideia de realizar esse grande sonho para oferecer uma completa estrutura dentro da área da oftalmologia aos pacientes de Guaxupé e região”, explica o oftalmologista Márcio Costa.

A nova estrutura do Instituto Nehemy Costa é admirável. Oferece um amplo espaço moderno e confortável, com salas de exames complementares para todas em as áreas da oftalmologia. Há sala de adaptação de lentes de contato,  completo centro cirúrgico com aparelhos de última geração, salas de enfermaria e recuperação cirúrgica, oferecendo todo conforto para o paciente tanto no pré como no pós-operatório. Entre as várias cirurgias feitas no INC, estão: catarata, retina, glaucoma, tumores oculares, plástica ocular, cirurgia refrativa (correção de óculos) e estrabismo.

 

DEDICAÇÃO A OFTALMOLOGIA

 

 

 Márcio Costa é vocacionado para a Oftalmologia. “É uma área que sempre nos chamou a atenção. Consegue abranger a parte clínica com a parte cirúrgica.  Poder recuperar a visão  de alguém é o que me move  a cada dia”, explica. Ele é formado pelo Instituto Penido Burnier, com Título de Especialista pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia / Associação Médica Brasileira. É membro titular da Sociedade Brasileira de Retina, membro da Sociedade Panamericana de Oncologia Ocular e Ultrassom Ocular. É preceptor de Retina Clínica e Cirúrgica do Instituto Penido Burnier. É Preceptor de oncologia ocular da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP).  É médico voluntário na Universidade Federal de São Paulo, onde atende pacientes com câncer nos olhos. Trata-se do maior centro de Oncologia Ocular da América Latina. Trata-se de um trabalho sem fins lucrativos.

Márcio enfatiza que a primeira visita ao médico oftalmologista deve ser realizado no recém-nascido, o chamado “teste do olhinho”, quando podem ser detectadas muitas doenças de forma precoce. Depois, até os 10 anos de idade, deve ser fazer uma consulta por ano. E, a partir dos 40 anos, a recomendação também é  um exame anual. Já pessoas com familiares portadoras de alguma doença ocular devem fazer exames mais frequentemente desde a infância. O exame oftalmológico é importante porque permite detectar precocemente doenças oculares como catarata, glaucoma, retinopatia diabética e Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI). Quando se faz o exame em uma criança de 3 a 4 anos de idade, é possível detectar alterações oculares que irão prejudicar o desenvolvimento da visão e, consequentemente, o comportamento dela na alfabetização, afetando seu rendimento escolar.

O médico ressalta que na idade adulta a consulta oftalmológica não se limita apenas a detectar problemas de refração, ela pode, através do exame do fundo de olho, prever ou diagnosticar precocemente uma série de patologias, que podem levar à cegueira, tais como catarata, glaucoma, retinopatia diabética e Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI)

.

Além da estrutura e tecnologia, outro diferencial do Instituto Nehemy Costa é o atendimento extremamente humanizado. Cada paciente recebe toda a atenção necessária e dentro de suas necessidades desde o momento que chega para a primeira consulta. Todos passam por uma triagem onde são realizados exames de auto-refração e dilatação pupilar. Em seguida, são encaminhados para a sala de atendimento onde é realizado exame oftalmológico completo. “Se necessário for, exames complementares são realizados posteriormente para um diagnóstico ainda mais preciso”, explica a oftalmologista Andréa Nehemy Costa.

Formada pela PUC-Campinas, Andrea possui residência médica no Instituto Penido Burnier  e  Título de Especialista em Oftalmologia pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia da Associação Médica Brasileira. É membro da Sociedade Brasileira de Lentes de Contato, Córnea e Refratometria e também  da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo. Possui fellowship em Retina e Vítreo pelo Hospital São Geraldo, da Universidade Federal de Minas Gerais. É Preceptora Clínica e Cirúrgica de Retina,  de Catarata e de Lentes de Contato do Instituto Penido Burnier. Também é professora do Curso de Lentes de Contato do “Dr. Cléber Godinho”.

A visão dá acesso à maioria das informações sobre o mundo a nossa volta. Por isso, preservar a saúde dos olhos é tão importante. “Infelizmente, existem lesões e doenças que podem acometer o sistema visual e comprometer, por um determinado tempo ou de forma definitiva, a capacidade de comunicação através da visão”, analisa a oftalmologista.

Todos reconhecem a importância da visão perfeita para a vida e para o trabalho, mas muitos sequer sabem que veem mal e o quanto isso interfere em suas vidas. Crianças com problemas de visão apresentam rendimento escolar aquém de sua capacidade e pessoas que enxergam mal se envolvem em um número maior de acidentes tanto em casa, quanto no trabalho ou no trânsito. Entre as principais doenças e vícios de refração estão a miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia, que acometem o olho humano.

“Porém, a perda da visão se dá de forma lenta e quase imperceptível ao paciente. Somente com a correção ele pode, literalmente, ver o quanto sua visão estava abaixo do normal”, diz Andréa.

 

EXAMES COMPUTADORIZADOS

 

Para um diagnóstico preciso, o Instituto Nehemy Costa investiu em equipamentos de ponta para a realização dos mais complexos exames, todos feitos no próprio Instituto, sem a necessidade de realizá-los em outro local ou em outra cidade.

Entre os mais importantes estão:

- Biometria Ultrassônica; Campimetria Computadorizada; Ceratoscopia Computadorizada; Curva Tensional Diária;  Estereofoto de Papila; Fotocoagulação a laser; Fototrabeculoplastia a laser; Fundoscopia sob Midríase; Gonioscopa; Mapeamento de retina; Microscopia Especular; Ortóptica; Paquimetria; Retinografia; Retinografia fluorescente; Sondagem de vias lacrimais; Teste de visão subnormal; Tonometria; Ultrassonografia; OCT Glaucoma; OCT Retina; Capsulotomia; Iridotomia;

A médica destaca a Tomografia de Coerência Óptica - OCT, que é um exame capaz de analisar, detalhadamente e em três dimensões, a retina e o nervo óptico. Também possibilita a obtenção de cortes ópticos seccionais da estrutura da retina. Permitem a avaliação do disco óptico, da camada de fibras nervosas da retina, da estrutura tecidual da retina neurossensorial e do complexo epitélio pigmentário da retina/coriocapilar.

É indicado no diagnóstico de alterações retinianas, como na retinopatia diabética, degeneração macular relacionada à idade e buraco macular. Este exame oferece um grande benefício aos pacientes com Glaucoma, sendo o mais avançado em diagnóstico e controle da progressão. É preciso no detalhamento do estudo da papila óptica e da camada de fibras nervosas.

A análise das imagens obtidas pelo exame de OCT tem sido de grande relevância, tornando esse método um exame subsidiário essencial, não somente para diagnóstico, mas mandatório no segmento de determinadas alterações, principalmente do polo posterior e da região do disco óptico.

 

AS CIRURGIAS REALIZADAS NO INSTITUTO NEHEMY COSTA

 

O Complexo Cirúrgico do Instituto Nehemy Costa obedece às mais exigentes normativas do Conselho Federal de Medicina e está apto a atender diversos procedimentos cirúrgicos. Conforme explica a médica Andrea Nehemy, são realizadas no Instituto cirurgias de catarata, retina, glaucoma, tumores oculares, plástica ocular, cirurgias refrativas para correção de óculos.

Uma das cirurgias mais realizadas é a de catarata, através da facoemulsificação. “Contamos com equipamentos de alta tecnologia, modernos, associados aos implantes dos mais diversos tipos de  lentes intraoculares, que possibilitam também  corrigir o grau do paciente”, explica.  A cirurgia é realizada com anestesia tópica, ou seja, somente nos olhos, com a utilização de colírio, sem dor. O procedimento dura, em média, 20 minutos. Após o término da cirurgia, o paciente é conduzido até a sala de recuperação e, depois de analisado pelos médicos, liberado para ir para casa.

 

“A catarata pode ocorrer em crianças, adultos e, principalmente, em idosos. Consiste na opacidade total ou parcial do cristalino, lente natural do globo ocular, que é responsável pela focagem da visão para perto e para longe. Pode causar uma diminuição progressiva da visão que, na maioria das vezes, não consegue ser corrigida pelo uso do óculos. O ofuscamento ao olhar às luzes à noite, imagem borrada e perda da percepção de cores são os principais sintomas”, explica.

A catarata atinge quase metade (46,2%) da população mundial com mais de 65 anos. Estima-se que no mundo cerca de 160 milhões de pessoas tenham esta doença, considerada a maior causa de cegueira evitável. No Brasil são 2 milhões e surgem cerca de 120 mil novos casos ao ano.

“São vários os fatores de risco que podem provocar ou acelerar o aparecimento de catarata, entre eles estão: medicamentos (esteróides); substâncias tóxicas (nicotina); doenças metabólicas (diabetes mellitus,  entre outras), trauma, radiações, algumas doenças oculares, cirurgia intraocular prévia, infecção durante a gravidez (toxoplasmose, rubéola) e fatores nutricionais (desnutrição).

 

Praça Dr. Francisco Lessa, 44

 

Telefone: (35) 3551-5388

 

www.institutonehemycosta.com.br

 

Guaxupé - MG

© EDITORA MÍDIA LTDA | Av. Conde Ribeiro do Valle, 255 | 2º Andar | Sala 8

Telefone: (35) 3551-2040 | Cep 37800-000 |  Guaxupé | MG

INSTAGRAM

Curta esta página no Facebook

Poste no seu Twitter