Conteúdo para toda família

CÂMARA INICIA NOVA TURMA DO PARLAMENTO JOVEM

 

O Dia Internacional da Mulher foi escolhido pela Câmara Municipal de Guaxupé para o lançamento do Programa de Formação Política de Estudantes do Ensino Médio, o Parlamento Jovem, da Escola do Legislativo.  O projeto é realizado pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) em parceria com câmaras municipais e neste ano tem como tema a violência contra a mulher. Mais de 150 jovens, de todas as escolas de ensino médio de Guaxupé, participaram do Lançamento Oficial que aconteceu no Plenário da Câmara.

 “Trata-se de um dos mais importantes projetos desenvolvidos pela CâmaradeGuaxupé  porque visa a educação voltada à cidadania. Neste ano, iniciamos o Parlamento Jovem com mais de 150 jovens presentes no lançamento. Esse número só tem a aumentar no decorrer do ano”, enfatiza Danilo Martins, presidente da casa. Além dele, marcaram presenças os vereadores Leonardo Donizetti Moraes, Luzia Angelini Silva, Paulo César Beltrão, Donizetti Luciano dos Santos e Francisco Timóteo de Rezende.

Para falar sobre os desafios da mulher e violência, a mesa foi composta pela Coordenadora do Curso de Direito do UNIFEG, professora Ana Cristina Mascarenhas, a Defensora Pública, Letícia de Lima Freitas, a médica e vereadora, Salma Gallate, a presidente da Associação de Valorização à Vida, Samira Jorge Moisés, acompanhada da psicóloga  Tabata Marcelino.

“A contribuição dessas grandes mulheres escolhidas para palestrar aqui nessa noite permitiu compartilhar informações, direitos e os tipos de violências atualmente sofridas contra as mulheres”, analisa Ana Cristina Mascarenhas.

Conforme o presidente da Câmara, os objetivos do curso de formação são: abordar os desafios da expansão do projeto e sua modelagem organizacional; apresentar novas possibilidades, instrumentos e estratégias para seu desenvolvimento; e propor habilidades para uma coordenação mais colaborativa e efetiva. A capacitação que o PJ proporciona é exatamente o empoderamento das jovens.

 Além de discutir os desafios para o enfrentamento desse problema, os alunos também terão a oportunidade de conhecer melhor a política e os instrumentos de participação no Poder Legislativo.

 

Parlamento Jovem: 15 anos

 

Nascido em 2004, o PJ Minas era realizado apenas em Belo Horizonte. Em 2010, começou a ser ser levado a outros municípios e em 2014 passou a ser organizado em polos regionais. A edição de 2018 é marcada pela maior autonomia conferida a esses polos, que têm cada vez mais autonomia.

Atualmente participam do projeto 88 câmaras municipais, distribuídas em 16 polos que valoriza a formação política como instrumento para fortalecer o Poder Legislativo, que precisa da participação dos cidadãos para se consolidar. Por isso, a parceria entre o Parlamento estadual e os municipais é tão importante.

O novo formato permite que os polos regionais tenham cada vez mais autonomia no estabelecimento de parcerias locais e na organização de eventos, debates, cursos e encontros. A tendência é de que as etapas regionais cumpram o papel que antes era exclusivo da etapa estadual: o de permitir que jovens de diferentes realidades locais dialoguem, identifiquem suas similaridades e diferenças e priorizem linhas de atuação.

 

Exemplos de participação cidadã

 

Ao lado de outras iniciativas que buscam maior envolvimento dos cidadãos com o Poder Legislativo (tanto em âmbito estadual como municipal), o PJ Minas contribui para a maior participação popular nas discussões de interesse de toda a sociedade.

Durante o trabalho, os jovens ainda participam de cursos de formação, estudam e aprendem sobre o tema do ano.

 

Plenária final deste ano será em setembro

 

As câmaras municipais participantes da edição 2018 estão em fase de mobilização local, estabelecimento de parcerias, seleção de monitores e definição de estudantes que participarão do projeto.

A partir de março, começarão as oficinas de formação e discussões sobre o tema do ano, que culminam na elaboração de propostas nas plenárias municipais, onde serão priorizadas aquelas que serão discutidas e votadas nas plenárias regionais até agosto. Em seguida, as propostas priorizadas serão encaminhadas pelos 16 polos, para consolidar um documento a ser discutido e votado na plenária estadual, em setembro, na ALMG.

INSTAGRAM

Curta esta página no Facebook

Poste no seu Twitter

© EDITORA MÍDIA LTDA | Av. Conde Ribeiro do Valle, 255 | 2º Andar | Sala 8

Telefone: (35) 3551-2040 | Cep 37800-000 |  Guaxupé | MG