Conteúdo para toda família

Psicologia
Marcia Nehemy

UMA TRAVESSIA PERIGOSA

Ando , já há algum tempo, bem cansada dos noticiários. E para dizer a verdade, ando com medo também. Não só pelas atrocidades, pela violência, pelo escárnio de que somos obrigados a engolir goela abaixo, diariamente. Mas na verdade, percebo uma reação coletiva, entre nós brasileiros .Estamos Tristes e furiosos pelo mau cheiro do lixo e das falcatruas de uma política nauseante. Sem falar da crueldade e safadeza dos "seres humanos". O meu medo mesmo,  às margens do pânico, é perceber que lentamente "despacito", vejo a "normalidade" se instalando no nosso inconsciente coletivo. Me apavora essa constatação! Ouço sistematicamente as pessoas dizerem que o mundo está muito louco. E que é assim mesmo! "Ah, já nem ligo mais". Passamos do absurdo de ter que crer, pois se tratava de fatos, à indignação, o ódio insuportável pelos fatos sórdidos. A indecência da falta de ética e princípios. Nos unimos, reagimos, fomos às ruas e fomos percebendo a inutilidade, a impotência, e a desilusão de que somos governados por uma gangue de Psicopatas! Eleitos pelo “povo", ignorante e alienado! E como nos alertava a música: uma pátria distraída sem perceber subtraída. Uma travessia perigosa para o futuro de uma nação! A tristeza de saber da maioria ignorante, facilmente manipulada. Nossa saúde, transporte, escolas, estradadas, tudo sucateado! Um Brasil sucateado. E é com muita tristeza, que digo isso! E um cansaço.

Vendo a comoção e reação de um povo indignado diante de mortes ocorridas pela ação do terrorismo, na Europa, sinto como é valorizada a vida para eles.

Me perco em pensamentos e dada às reflexões. Morre-se mais pessoas no Brasil por dia do que numa guerra civil! E nos parece já algo banal ! E nossa comoção parece um tanto anestesiada, indiferente, conformada! Não encontro a palavra adequada, talvez por medo de usá-la e dar concretude a ela. Estamos nos "acostumando", ficando horrorizados por alguns segundos e depois, viramos a página e vamos dormir. Mas como termos um bom sono, restaurador e relaxante, com um barulho desses?

Não tenho partido, mas sou BRASILEIRA. E apesar dos pesares não vou desistir desse nosso lindo e abençoado BRASIL.

 

Um forte abraço.

 

Marcia Bittar Nehemy

 

A AUTORA é  Psicóloga Clínica, com título de Especialista em: Psicologia Clínica Hospitalar, Psicoterapia Breve, Psicoterapia de Casal,  familiar e  em Sexualidade Humana. Contato:

Rua Antonio Lapa, 1217 - Telefone: (19)  99771-6063.

INSTAGRAM

Curta esta página no Facebook

Poste no seu Twitter

© EDITORA MÍDIA LTDA | Av. Conde Ribeiro do Valle, 255 | 2º Andar | Sala 8

Telefone: (35) 3551-2040 | Cep 37800-000 |  Guaxupé | MG